De mãe e louco todas temos um pouco

Sejam bem vindos ao cantinho aconchegante que reservei para essa conversa. Espero que esses relatos possam de alguma forma ajudar aqueles que tem duvidas, receios, e as vezes até mesmo culpa por não serem perfeitos como gostariamos de ser para nossos filhos, que ja estão aqui, ou estão por vir.
Essa é minha forma de compartilhar essa experiencia fantastica que tem sido me tornar mãe, inclusive pelas dificuldades que passei, passo e com certeza irei continuar passando por ser Bipolar. E o quanto nos tornamos mais fortes a cada dia, a cada queda, como essa pessoinha que chegou me mostra a cada dia que passa.
A todos uma boa sorte, uma boa leitura, e uma vida fantastica como tem sido a minha, desde o começo e cada vez mais agora!

sábado, 2 de junho de 2018

Da vida que segue e das mudanças que passamos...

O tempo passa. De repente ficamos um dia sem escrever e deixamos pra lá. "É só um dia" dizemos a nós mesmos.
Um dia então vira uma semana. Um mês. "Estou num momento ruim, não tenho ânimo para escrever e na verdade não quero falar sobre isso. Vai passar, dai eu volto a escrever..." Foi o que eu repeti pra mim mesma nesse tempo todo que deixei de escrever no blog.
Não percebia quão mal eu estava, e como isso me impedia de ver que era o escrever que me ajudaria a melhorar e não que eu deveria esperar a tal melhora para só então voltar a escrever...

Muita coisa aconteceu. Coisas boas. Coisas ruins. Coisas boas de novo.

Eu fiz 36 semana passada.
Rebeca tem 8.
Estamos passando hoje por uma mudança grande em casa, mudando os nossos paradigmas ao mudarmos nossa casa.
Perdemos mais pessoas queridas nesse tempo que estivemos longe.
Conhecemos pessoas novas.
Viajamos, conhecemos outro país e brevemente experimentamos outra cultura.
Encontramos na família apoio, segurança, conpanheirismo, conpanhia, amor.
Ajuda
Recebemos e oferecemos ajuda.
Na alegria e na doença.
A dança hoje faz parte da nossa rotina, junto da escola. O prazer da atividade física, do mexer o corpo. A concentração atravės da música.
A determinação, a disciplina, o esforço.
Continuamos lutando contra as "ites": rinite, sinusite, e alergias.
Cortamos as nozes e o coco do nosso cardápio.
Diminuímos o óleo, a fritura, os doces.
Estou brigando pra pelo menos diminuir o refrigerante. Meu, ela não toma.
É nessa roda que gira que continuamos vivendo.
E eu tenho tantos planos...
Um deles e voltar a ficar bem.
Começo por aqui.

Quero voltar.
Estou voltando....

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ai, que bom que você veio! Puxe uma cadeira,sente-se no chão e sinta-se na casa alheia.^^ Mas me da um toque :P