De mãe e louco todas temos um pouco

Sejam bem vindos ao cantinho aconchegante que reservei para essa conversa. Espero que esses relatos possam de alguma forma ajudar aqueles que tem duvidas, receios, e as vezes até mesmo culpa por não serem perfeitos como gostariamos de ser para nossos filhos, que ja estão aqui, ou estão por vir.
Essa é minha forma de compartilhar essa experiencia fantastica que tem sido me tornar mãe, inclusive pelas dificuldades que passei, passo e com certeza irei continuar passando por ser Bipolar. E o quanto nos tornamos mais fortes a cada dia, a cada queda, como essa pessoinha que chegou me mostra a cada dia que passa.
A todos uma boa sorte, uma boa leitura, e uma vida fantastica como tem sido a minha, desde o começo e cada vez mais agora!

quarta-feira, 30 de dezembro de 2009

Retrospectiva 2009

Janeiro:
04 - concepção. Dia de ir no Playcenter com a Lulu!
19 - aniversário do Taz
24 - festa de aniversário do Taz no karaoke - primeira noite sonhando estar gravida, apos meia garrafa de tequila virada sozinha, pra mais.
25 - segundo sonho
26 - terceiro sonho
27 - quarta sonho
28 - dia de ir no psicologo, que sabiamente diz: não fique encucada, vai la, faz o exame e tira isso da cabeça.
29 - resultado do primeiro exame - 15 Mu - positivo ou não? repetir em 2 dias
31 - segundo exame - 35 Mu - positivo, mas esta dentro da margem de erro, repetir de novo

Fevereiro:

02 de fevereiro - terceiro e ultimo exame - 338Mu, não a mais duvidas! Corto totalmente os remedios pra bipolaridade com orientação medica.

14 de fevereiro - primeira consulta com a ginecologista apos descobrir a gravidez. Consulta essa que estava marcada anteriormente para discutir qual seria o proximo passo, se eu continuaria tentando engravidar, depois de 2 anos, ou se deixaria pra lá e esperaria mais alguns anos.

16 de fevereiro - 1 ultrasom

dai por diante foi, religiosamente, 1 ultrasom por mes, mais o 3D com 30 semanas (que eu recomendo que todas façam, é simplesmente o maximo e eu fiz num lugar super barato aqui perto de casa) num total de 10 ultrasons ao final da gravidez.

março - foi quando me dei o direito de sair pela primeira vez, pra ir no Aniversario do Rapha. Morri de medo, tava super enjoada, mas sobrevivi, foi legal, mas muito estressante.

abril - minha irmã veio para o Brasil, foi beeem estressante, mas não acho que tenha sido ruim. Eu estava na minha fase super zen ainda, nada de barriga, muita, mas muita salivação. Começava a fase do cuspir no copinho o tempo todo (bléee).

maio - meu aniversário, convidei varias pessoas, e sem querer ofender, as pessoas que de fato vieram ou tentaram vir, não meram as que eu originalmente esperava. Do grupinho tradicional o unico que deu um jeito de vir foi o Carlos. Adorei a festa, me diverti, mas acordei no dia seguinte puta da vida. E assim fiquei ate a Rebeca nascer. Com alguns ainda estou...

junho - barriga aparece, vou comprar os moveis da rebeca na feira da gestante bebe e criança. Terminei de pagar em dezembro mas ficou do jeito que eu queria.

julho - um mes fantastico, sentia a rebeca mexer nitidamente, o tempo todo, de modo que a minha preocupação era quando isso não acontecia. Cheguei na 28 semana nesse mes, e foi quando as contrações falsas começaram e eu voltei para o repouso para segurar o maximo possivel.

agosto - hipoglicemia piorando, ficando mal por estar o tempo todo em casa, sozinha, sem ter o que fazer, sem poder fazer nada pra não passar nervoso ou nada que pudesse acelerar o parto.

setembro - teve o chá de bebe da Rebeca, com 37 semanas, depois que a minha irmã chegou. Eu tava tão mal da hipoglicemia que mal aproveitei, mas adorei todos que vieram, fiquei super feliz, adorei os presentes, to usando as fraldas ate hoje ^^. Valeu galera!

Outubro - 01, 22h40 - a Rebeca nasceu, dando seu primeiro chorinho reclamado, mal chorado, na vida, dizendo pra mim, mais uma vez, calma mãe, que eu estou bem.

E dai pra frente vocês tem me acompanhado aqui, né? Essa vida maravilhosa, cheia de altos e baixos, dias bons, melhores ou não tão bons. Mas todos eles com ela aqui, comigo.

Resoluções de ano novo:

Arrumar minha saude, melhorar das dores, fazer fisioterapia, continuar perdendo peso, talvez ate entrar pra um clube pra poder fazer algum exercicio

comprar um apto, aproveitar o tal do minha casa minha vida e, daqui um ano no maximo, estar de mudança pro meu lugar, com a saude em dia. Seja lá pra onde isso me levar.

Voltar a jogar RPG aos domingos. Todos precisamos de distração, boa e barata.

Ter uma vida pessoal, de casal, alem da de mãe. É importante, saudavel, e excencial se eu quiser continuar tendo um marido. Do contrario terei um amigo que tb é pai da minha filha.

Estudar alguma coisa, mesmo que so de vez em quando

Ler mais, qualquer tipo de livro, e colocar minha leitura em dia.

Cozinhar mais, melhor, e pros amigos. Sempre!

Cuidar da minha pequena, que me da motivo, razão, alegria, motivação, pra fazer todas essas coisas, e muitas mais. Tudo o que eu quiser, tudo o que ela precisar.

E ser eu mesma, tomando remedio, ou não, mas eu mesma. E que, o futuro me traga meu tubarão, um dia, será?

5 comentários:

  1. Di eu espero de cforação que todas as suas novas realizações de ano novo sejam consumadas, pq vc é uma pessoa boa e MERECE!!! A maior realização vc ja ganhou né?
    e que ano bom!!! para vc!!! q delícia!!!
    vou fazer uma retro do meu ano tb, adoro estas retrospectivas

    obrigada por tudo este ano, nos aproximamos mais... e cada vez mais, nosso filhotes serão amiguinhos!!!

    beijokass

    ResponderExcluir
  2. Di, desejo que seu 2010 vá além de seus planos e que pelo menos uma destas resoluções, aconteça o qto antes, não só por vc e pela Rebeca, mas principalmente pelo cara que esta aí batalhando ao seu lado...

    Ele está carente ^^ Da um pouco mais de carinho pra ele...

    ResponderExcluir
  3. Um ótimo ano novo pra você e sua familia tambem ! que este ano seje repleto de tudo de ótimo que podemos ter :]
    bjos da lowkita ;*

    ResponderExcluir
  4. Feliz 2010 amiga-a^^
    Beijocas linda.

    ResponderExcluir
  5. Oi Di tudo bem? Quem me informou o teu blog foi a Débora aqui de Viamão, estou começando a caminhada para uma gravidez. Tudo bem tranquilo até agora, quatro meses para a retirada do medicamento e aí sim poder engravidar, e terei um fiscal conforme a psiquiatra que me trata meu marido. Tudo de bom, né!!!

    ResponderExcluir

Ai, que bom que você veio! Puxe uma cadeira,sente-se no chão e sinta-se na casa alheia.^^ Mas me da um toque :P