De mãe e louco todas temos um pouco

Sejam bem vindos ao cantinho aconchegante que reservei para essa conversa. Espero que esses relatos possam de alguma forma ajudar aqueles que tem duvidas, receios, e as vezes até mesmo culpa por não serem perfeitos como gostariamos de ser para nossos filhos, que ja estão aqui, ou estão por vir.
Essa é minha forma de compartilhar essa experiencia fantastica que tem sido me tornar mãe, inclusive pelas dificuldades que passei, passo e com certeza irei continuar passando por ser Bipolar. E o quanto nos tornamos mais fortes a cada dia, a cada queda, como essa pessoinha que chegou me mostra a cada dia que passa.
A todos uma boa sorte, uma boa leitura, e uma vida fantastica como tem sido a minha, desde o começo e cada vez mais agora!

sábado, 4 de setembro de 2010

Rotina alterada - mamãe alterada

Bom deixei por alto o ultimo post que nossa rotina esta bem diferente, bem mais dificil.

Desde o problema da sinusite a Beca tem estado mais agitada. Pra mim parece simples, ela dorme mal, dormir mal a deixa mais sonolenta e ao mesmo tempo mais agitada durante o dia, logo vai ter mais dificuldade em dormir, logo vai fazer mais manha pra ficar acordada, logo vai dormir mais tarde, etc etc

fiquei pensando se não é o relogio biologico dela que esta mudando, mas tenho lido problemas semelhantes nos outros blogs, paulistas em especial, então vou dar credito a falta de chuva.

Isso significa que eu não tenho dormido nem perto do suficiente. Alias, estava. eu estava conseguindo dormir normalmente cerca de 6h a 7h por noite, e nesses ultimos dias tinha passado pra cerca de 4h a 5h. No domingo, ums dos meus piores dias, tinha dormido apenas 3h e isso me rendeu a uma discussão com minha irmã, e como todas as discussões com a minha irmã, me ajudou a entrar numa crise.

Em crise, sim, mas ainda segurando a onda. Não tenho palavra melhor pra definir isso eu andava me segurando.

So que a Bec, que ja vinha tendo pesadelos por causa do dente, o que foi um dos principais motivos da minha falta de sono de sabado pra domingo passado, ficou muito muito pior, depois de domingo.

eu acredito que assim como eu sinto o que ela sente, ela com certeza absoluta sente as minhas mudanças de humor tambem, e tem reagido a isso.

Os pesadelos pioraram, assim como o incomodo e a dor que o dente ao sair tem causado. Mas antes de dormir, ah, antes de dormir... Coloquei aqui que ela dormia bonitinha, entre 20h30 e 21h pois temos toda uma rotina aqui, onde ela toma banho as 20h30, mama e dorme.

Bom, so que ja da semana passada pra essa eu me perdi na rotina de sono dela, por conta da sinusite. sabe aquela historia de fica rcom dó pois ela dormiu mal, esta cansada então vou deixar ela domrir mais nessa soneca? Bom, não adianta em nada, e se eu tinha alguma duvida disso, agora não tenho mais.

O horario do banho foi indo um pouco mais pra frente, mais pra frente, muito por insistencia da minha mãe e falta de energia minha em insistir nos horarios, ela estava indo tomar banho as 21h e não as 20h30. So que com isso ela ja esta muito muito cansada, então o banho ao relaxar, da aquela leve despertada pois faz o incomodo da tensão do sono passar. E, com isso, ela não quer dormir, e briga...

Quando digo que não tenho energia é bem isso mesmo. Não tenho pique pra insistir pela milionesima vez que a Rebeca tem horario pra ir dormir, que ela estar agitada não é sinal de falta de sono e sim o contrario e que por favor ajudem a calma-la e não a agita-la ainda mais.

Por esse motivo eu vinha pensando na mehor forma de me organizar e não precisar mais que me ajudem com isso. Mas bom, depois voltamos a isso...

Na ultima quinta feira tive consulta com a minha psiquiatra, e pra ajudar aconteceu aquela coisa que todo paciente NÃO precisa que aconteça quando vai ao medico: 1 - estava no auge da minha TPM, tanto que veio nesse mesmo dia... e 2 - eu tive uma semana ruim e na noite anterior em especial eu não consegui dormir antes das 3h da manhã, tive que levantar pra dar a mamadeira da Rebeca as 5h40 pois ela senta uma necessidade maior de comida nessa horario da manhã em noites dificeis, acordando mais cedo pra mamar. (sei disso pois essa mamadeira, que varia entre as 5h30 e 6h30 ela toma inteira) e acordando de vez as 8h30 com a Rebeca brincando sozinha no berço e vez ou outra me chamando me dando a certeza que ela esta la acordada ja tem algum tempo. Você ai, bipolar do outro lado da tela, sabe no que isso resulta?

Pra quem não sabe, eu conto: sonolencia, mal humor, incapacidade de interagir, pensamento lento mas constante, tristeza, intolerancia, impaciencia. Tudo isso que muita gente agora vai falar "mas se for assim eu tabem sou bipolar" e eu digo, esperaaa! Alem disso, inclua: bom humor, fala rapida, fazer muitas coisas ao mesmo tempo, comer letras e palavras pois pensa mais rapido do que consegue falar, fala alto, e todas as outras coisas que voce poderia incluir num dia produtivo e bem humorado. Agora coloque isso alternando em interva-los de cerca de 5 a 10 minutos.

Pense agora que isso ja foi um dia normal pra mim.

e que hoje isso é um mes normal pra mim, com a alternancia sendo diaria e não em minutos.

Enfim, ir no medico nessas cndições é sempre um desastre. No minimo por que é como ir num otorrino naquele dia X que dia X que você ficou gripado sendo que ia so levar os exames.

O resultado da consulta foi uma bronca, e sair de la com a "sentença" de tmar o remédio que eu tomava antes de engravidar, na dose que eu tomava antes de engravidar, e fazer a reetirada gradativa do remédio que eu vinha tomando.

E por mais que se aaptar a u novo remedio sempre seja dificil, retirar um remedio sempre e dificil, tomar 2 remedios fortes que induzem o sono sempre e dificil, antes de engravidar existiam 2 vatores que não eram considerados:

- a Rebeca, a necessidade dela de me ter por perto cuidando dela e o papel que cuidar dela tem na minha vida, no meu bem estar, na minha saude fisica e mental, ao me dar um norte, uma rotina, um raio de sol nos momentos mais dificeis.

- o custo financeiro e o fato de eu hoje de fato me importar com isso.

O custo é importante pra mim por uma razão simples: precisar de um remedio tão caro me lembra e me prende a depender de outra pessoa por tempo indeterminado, talvez ate pra sempre, me mostrando que mais uma vez eu sou incapaz de suprir as minhas necessidades, que vou ter que continuar ouvindo as reclamações que não se tem dinheiro pra nada, que vou continuar me sentindo culpada pelas dividas astronomicas que meus pais tem.

Por que, sabem, as vezes você aceita bem uma situação. e as vezes você alcança o seu limite. E ter que tomar esse remedio me faz ter que achar a minhalinha limite muito mais a frente do que eu achei que ja tinha alcançado. Talvez eu não possa ter um limite.

Mas, ok, como eu mesma ja disse pra minha medica e ela fez questão de salientar, a resustencia em tomar o remedio faz parte dos sintomas que me levam a ter que toma-lo e ira deixar de existir quando o mesmo estiver fazendo efeito.

Mas esses ultimos 2 dias fram simplesmente os piores de todos os ultimos 2 anos.

Se antes de ter a Rebeca me parecia aceitavel acordar ao meio dia por causa de um remedio, que se eu levantasse e continuasse com sono eu poderia voltar a dormir, hoje não é bem assim.

passei os ultimos dias dormindo muito; eu diria que ate demais. De não conseguir manter os olhos abertos durante a manhça inteira, e mesmo tendo levantado de verdade apenas ao 12h30, usando o exemplo de hoje, eu so fui acordar de fato as 13h30 e mesmo assim, não fui capaz de fazer as mesmas coisas de dois dias atras, nem de ter um terço da atenção que terum bebe pequeno requer.

Mas, hoje foi dificil e ruim, mas ainda fi melhor que ontem. e amanhã devera ser um dia melhor, e daqui duas semanas, quem sabe, eu posso me ver capaz de dormir das 1h30 as 8h30 direto e acordar e ficar bem, acordada, ate as 1h30 novamente. E me manter estavel.

Ok, essa ultima foi uma esperança real, mas pra mais que 2 semanas.

O importante é que, como remedio, esses dias em que ainda estpu tomando as 2 medicações são muito ruins, e acabaram no minimo com os meus planos de viajar, me divertir, ou fazer qualquer coisa das que planejei. Isso foi trocado por um sono que não é meu, por um marido exausto e se esforçando pra ficar bem ja que ele tambem esta deprimido mas não tem outra pessoa confiavel pra ficar com a Rebeca, e por uma mãe frustrada por não conseguir fazer nem as coisas basicas da rotina com a filha, e se sentindo ainda pior por estar tomando um medicação que não serei capaz de bancar sozinha pelos proximos 10 anos, mais ou menos.

O pior é qeu sei que:

- a Rebeca vai parar de ter pesadelos e de acordar a noite pra de fato acordar so as 7h30, 8h da manhã nos proximos meses.
- o remedio funciona e apesar de ele agravar a minha hipoglicemia e engordar, ele funciona melhor comigo que qualquer outra coisa
- Que se ele custasse a mesma coisa que o anterior eu não teria tantos problemas em toma-lo, ou se eu ja fosse capaz de bancar um custo adicional desses sozinha.
- que daqui 2 dias, 1 semana, 2 semanas, minha cabeça sobre o assunto ja vai estar diferente. E eu espero estar melhor, bem melhor, e menos dependente do que estou hoje.

Dar tempo ao tempo pro remedio fazer efeito, tudo bem. dormir, otimo. Mas como fica a minha cabeça, a minha vida, quando o que me faz tomar o remedio é estar em um ambiente estressante que me leva a tomar um remedio mais forte do que teria sido necessario se o tomar o remedio vai tornar o ambiente ainda pior e mais estressante e obrigar isso a ser ainda mais permanente do que estava sendo ate agora?

Bim daqui 2 semanas, na proxima consulta de vcerdade, eu descubro. ate la, respira fundo, tenta conter a lingua, e engole seu remedinho...


ps: hoje a Beca ficou bem melhor, esta dormindo melhor e tudo o mais. Aparentemente parte do problema dela esta sim nos horarios que vem fazendo, nos pesadelos e... No calor!

Pra resolver a questão do suor por causa do calor entre o meu braço e a cabeça dela, eu tenho colocado uma fraldinha de pano onde a cabeça dela encosta. Ajuda muito, ela fica mais calma, a fralda absorve a umidade... Pra quem estiver com dificulsddes pra dar mama ao bebe por causa do calor, fica a dica!

PS: desculpem os erros de digitação, mas a arte de digitar com uma mão so as vezes se fez necessaria, ja que comecei esse post pela manhã e estou terminando-o quase de madrugada. E não estou usando o meu laptop, e sim o do Taz, e as teclas são diferentes.

4 comentários:

  1. Rotina bem agitada amiga, tadinha da Beca sinuzite?! coitadinha.
    Deus abençoe !
    Bjoos !

    ResponderExcluir
  2. Que Deus te dê muita força e sabedoria para conseguir continuar enfrentando suas limitações.
    Ficar sem dormir me deixa maluca também. Fiquei 5 dias seguidos dormindo muito mal por causa do João e, na sexta-feira, tive uma crise de ansiedade horrível. Igual a que eu tinha na depressão pós-parto. Lembrei de tudo. Foi um horror! Mas passou...

    Um grande beijo e força,
    Fabi
    http://depoisqueeudescobri.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  3. Dani Matielo (irmãzona ;))7 de setembro de 2010 18:35

    Di, para todos os problemas do mundo, não existe apenas uma saída, existem várias. E a gente se desespera quando a gente não consegue ver as outras, apenas uma. Mas imagina para alguém que não tem pernas, se achasse que a única coisa que iria fazê-lo feliz seria correr pelos campos? Essa pessoa não seria feliz nunca.

    Eu sei que nem sempre ajuda falar isso, mas acho que é um ponto importante, porque me angustia quando você fala dos problemas e que não vê solução. E quando eu leio, eu sei que elas existem! Por exemplo, sabemos que existem jeitos de conseguir os remédios de graça - muita gente consegue, por que nós também não conseguiríamos?

    Se é uma questão de ir atrás, de se organizar para conseguir, VAMOS EM FRENTE! Pode demorar, mas vamos conseguir, eu tenho certeza!!

    E, olha, lendo o que você escreveu, não sei se você percebe, mas muitos dos seus problemas vão se resolver se o remédio que você está tomando tiver o efeito que sua médica espera. Por exemplo, o fato de que você ficará mais tranquila com a sua realidade, vai ficar mais calma com as coisas que acontecem, não tão ansiosa, vai deixar as pessoas ao seu redor bem menos ansiosas e chateadas também, enfim, conseguir criar um clima de amor e tranquilidade, e não tensão, ao redor da Beca, que vai ser bom pra todo mundo. Eu acredito nisso. De verdade.

    Eu não acho que dinheiro ou grandes mudanças são necessárias para resolver as coisas. A gente só precisa de tempo, dedicação, criatividade e ajuda de todo mundo. E eu estou disposta a conversar para a gente achar uma saída que seja boa para todos, ok?

    Beijos, amo você muito,

    Dani

    ResponderExcluir
  4. é muito difícil mesmo para você! muita coisa! muita pressão! você tem ajuda em casa?

    ResponderExcluir

Ai, que bom que você veio! Puxe uma cadeira,sente-se no chão e sinta-se na casa alheia.^^ Mas me da um toque :P